pintura

domingo, novembro 18, 2007

Apetece-me chorar de ti,
no escurecer dos teus olhos,

Apetece-me chorar de ti,

na luz sombra que enternece
o fixar o teu olhar.

Apetece-me chorar contigo
a exaustão longa dos dias
no teu respirar profundo.

Como se ficar,
fosse só assim!
Respirar de tão longe
Todo o sal da vida.

E ficar
aqui
assim
sozinha,
à tua espera.

Maria João Franco
Lisboa, 12 Nov. 07

1 comentário:

Álvaro Lobato de Faria disse...

BOA AMIGA

Agradeço de todo o coração as tuas palavras de grande amizade que muito
me sensibilizam. És realmente uma grande e excelente AMIGA. Obrigado por
tudo.
A situação da minha Mãe por enquanto mantém-se com sérias reservas,
vamos ver como será a noite. Vamos ver se Ela consegue ultrapassar, com
a força incrível que tem, mais este grande e péssimo desafio que a vida
lhe está a dar. Mas as forças e o desgaste, cada vez estão a ficar mais
frágeis e começa a ser muito duro , dramático e injusto tanto
sofrimento numa pessoa que tanto fez e lutou pelos outros. Sempre foi
uma grande MULHER. Injustiças da VIDA.
Obrigado mais uma vez pelas tuas palavras que tanto me ajudam nesta
altura .
Boa noite e dorme bem
Um beijo amigo do
Álvaro