pintura

quarta-feira, setembro 10, 2008

Tu Poeta

Tu Poeta
Revolve o ventre da
Terra
que te pariu.

No limiar do infinito,
Finito é o som.

E nós
os mudos
porque nos querem surdos
queremos ter a força do vulcão
que solta as almas
e os ventres famintos de gente.

Maria João Franco
2005

Sem comentários: